segunda-feira, 20 de julho de 2009

Da Não-Obrigação de Escrever no Blog - parte 2

Pensamentos de uma adolescente fútil que gostaria de passar pelo mundo e ser lembrada, afinal viver 90 anos e não fazer nada de memorável não tá com nada!


Então, finalmente , depois de tanto tempo pensei: “ – E se eu voltar a escrever ? ” Só o pensamento me entusiasmou de tal forma que comecei a falar em voz alta sobre o que escreveria quando chegasse em casa. Sozinha, no volante, falei de vontades, desejos, comidas, cores, músicas, pessoas, enfim...Conversei comigo mesma sobre aquilo que queria, podia, deveria e quando o assunto banal acabou, pensei que poderia começar a escrever, mesmo que mentalmente, sobre que eu realmente queria falar com tanto entusiasmo. Mas nada me ocorria. Nada, nada. Hmmm ... não,nada! Que bela escritora me saí. Eu tinha a vontade, o entusiasmo, mas estava me faltando inspiração. Insssssspiração.
Como isso aconteceu? Como eu poderia deixar que a inspiração, ou a falta dela, me impedisse de por no papel minhas inquietações? Não fazia sentido! Afinal, que é inspiração? Seria o talento, vocação ou o difícil exercício de transformar situações triviais em algo que tenha qualquer coisa de poético?

...e essa inquietação que é a vontade infértil de produzir não é nenhum tipo de santo que se baixa em poucos privilegiados ... Fiquei frustrada. Decidi escrever sobre a vontade de escrever e ver o que aconteceria. No segundo parágrafo soltei a caneta e fui assistir um filme.

7 comentários:

Bianca disse...

Eu acho que vc devia usar sua inspiração a favor da palavra ''paraquedas''!

Bruna disse...

Paraquedas
para-quedas
paraque-das

luizayabrudi disse...

da não obrigação de comentar no blog:
oi bruna, que filme vc viu, afinal?

Pode Beijar a Noiva disse...

é sim e os amigos são bem vindos.

Bruna disse...

Um desses filmes q se passa na Tailândia e os personagens facilmente são presos pq na Tailândia tudo é contra lei e coinscidentemente esses personagens sempre se envolvem com alguém que coloca pó ou outro tipo de droga pesada na bolsa dos personagens no dia do embarque de volta para a Europa.
Qq coisa era mais interessante que pensar naquele momento.

Tati Lontra disse...

Insspiração.
Dificíl né?
Coloque no papel simplesmente oque acontece com você, em um ponto de vista diferente ou uma visão meio deturpada,misture com um pouco de ficção. Dá uma bela história.
beijos

Tati Lontra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.